Aprendi com Jane Austen – Resenha de livro

Aprendi-com-JAne-AustenSubtítulo: Como Seis Romances me Ensinaram Sobre Amor, Amizade e As Coisas que Realmente Importam
William Deresiewicz
Editora Rocco
256 págs.

O interessante de livros de retórica é que dá uma opinião literária sobre um tema que, no caso, reforça a fama da literatura da escritora inglesa Jane Austen.
Lendo um livro como esse, duas ou  uma, ou você reforça sua opinião e respeito por ela. Ou dá “mais lenha” àqueles que simplesmente ignoram e odeiam esse estilo de literatura. Portanto, esse livro não é para o segundo caso.
É um livro destinado aos interessados e adoradores da literatura da escritora Jane Austen. É óbvio, com um título como esse, não?
É simplesmente genial o comparativo do impacto que essa literatura reflete sobre as mudanças na vida pessoal do autor. Fez-o repensar em sua vida, de enxergar o que realmente importava para que ela melhorasse e evoluísse. Utilizando de sua eloquência e percepção nas análises literárias, enquanto fazia suas dissertações em seu estudo de pós-gradução. Ele foi além das análises e impactou-as emsua vida, em um comparativo de como uma autora que vivera há tanto tempo atrás, ainda poderia ensinar sobre relacionamentos. A separação de cada fase pessoal para com cada livro da autora foi algo realmente interessante.
O autor complementa com informações pessoais da autora com cada livro escrito. Diz o que ocorreu em cada época da vida dela com cada livro, para explicar a contextualização de certas histórias, a motivação da criação de suas heroínas e das tramas das histórias. Deu a entender que cada livro foi um espelho dos problemas familiares, anseios e fatores externos que mudariam seu destino e modo de vida.
Algumas vezes enxergamos determinadas literaturas em 1 nível apenas e não nos preocupamos em ir além da primeira camada que ela possa oferecer. Não que tenhamos que ser providos 100 % do tempo providos de todas as opiniões possíveis a respeito.
É normal ver as pessoas pararem na 1º camada, no simples “Gostei” e “Não Gostei”.  Não adentram além por simplesmente não saberem expressar o que o livro ou história significou a elas de fato. Alguams vezes recheam suas resenhas ou opiniões com informações pessoais irrelevantes. Outras vezes é clara a constatação de ums simples meta ou para fazer pose de leitor “culto”.
Para finalizar, se fosse utilizar do mesmo comparativo que o autor usou para sua vida, ainda espero viver “Orgulho e Preconceito”, um dos livros mais românticos da autora.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s