Criatividade: aonde buscá-la?

dream3

Sabe aqueles momentos em que nada de bom surge para que a história prossiga?
É o momento de sair um pouco de cima do texto e se valer de recursos inusitados para se desbloquear e buscara a almejada criatividade. São modos simples e que, se tornando um hábito constante, podem se tornar momentos de grande produtividade para o mais buscado e preterido impulsionador de ideias para um escritor: a criatividade.

1) Hora do banho
É notória a informação de que quando estamos estressados, há a sensação de que tudo fica mais complicado, e que tudo em sua mente emperra. Ocorre os famosos bloqueios, que tanto quem escreve odeia tanto.
Categorizo a hora do banho como um dos momentos mais prolíficos para que a criatividade surja.
É o momento em que o corpo relaxa, deixando a mente livre. Isto permite com que os pensamentos e ideias fluam com mais facilidade. Já houve momentos em que aquela solução para o problema na história vem como mágica. Tudo se torna possível com um bom e revigorante banho.

2) Caminhando
Curiosamente, em um livro que falava sobre os hábitos dos escritores, notei que esta atividade era uma constante na rotina deles.
Caminhar é uma atividade física de baixo impacto, agradável e contemplativo. Torná-la um hábito agrega vantagens que vão além da manutenção da forma física, e que seria o momento em que seu cérebro se acostuma a entrar em um estado pensativo.

3) Admirando a paisagem urbana
Se mora em uma cidade, ao passar os olhos na paisagem formada pelos prédios, casas ou outros tipos de construções, não é difícil de se imaginar como as pessoas vivem em suas casas, seus dramas e até histórias de vida inteiras. Gosto até de pensar em construções impossível de existir.
Observar o movimento de uma rua pode ser interessante. Ás vezes ocorre algo inesperado.

4) Apreciando a natureza
Até parece que não há nada para se admirar ou imaginar em um paisagem verdejante. Além de ser relaxante, se ater ao plano dos campos, árvores e as coisas que ali habitam trazem uma inspiração revigorante. Gosto de ver as nuvens, que em forma mutáveis, trazem uma infindável fonte de inspirações para histórias.

5) Na fila
Aquelas enfadonhas e miseráveis filas que todo cidadão é obrigado enfrentar, vão se tornar algo que não será mais um problema.
Mas porque filas são momentos de buscar criatividade?
Geralmente quem está em uma fila não está lá só por gostar dela. Obrigados a aguardar por algo necessário, em um estado mais relaxado e até contemplativo, não é difícil se perder em pensamentos. Isto é devido à necessidade da mente se desvincular ao sofrimento físico que uma espera pode proporcionar. É um modo para que o cérebro deixe menos “sofrida” a tal obrigação.

6) Dentro do transporte (ônibus e trem)
É outro momento muito prolífico para se buscar a criatividade.
Novamente, por ser uma atividade em que nos obrigamos para se deslocar para o trabalho ou escola. Tanto de pé , assim como sentado, desviar o pensamento para imaginarmos histórias torna algo tão maçante para algo prazeroso quando bem aproveitada.
Já não ocorreu de ver a paisagem passando e imaginar as pessoas que moram em uma casa de fachada curiosa. Ou mesmo imaginar o que cada estabelecimento pode oferecer.
Milhões de histórias passam diante da janela do transporte. Basta saber enxergá-las.

7) Exercitando (academia ou praticando corrida)
Por serem atividades físicas que exigem mais concentração, nem sempre é fácil meditar ou pensar em algo. Mas para quem já pratica há algum tempo, é um momento interessante, durante as séries repetitivas de movimentos.

8) Comendo (sentado em uma mesa, tranquilo)
Não sei porque a minha comida esfria rápido. Só porque penso em uma saga inteira enquanto como, não tenho noção do tempo que passa.
Se está com fome, é uma história bem curta e apressada. A fome manda nesses momentos.
Fast Food é frustrante. Come-se rápido que mal dá para uma tirinha.

9) Sites de compartilhamento de imagens (Pinterest)
Recomendável mas com uso com extrema cautela.
Qual o perigo? De ficar HORAS a olhar imagens, umas mais belas que outras, que nem se dá conta do real objetivo de se adentrar nesse site.
Ele serve para evocar  a “Chama da Criatividade”, que poderosa, deve-se saber utlizar para não se queimar em horas perdidas ou sobrecarga de ideias sensacionais.
É natural de, depois de algumas páginas, ficar meio depressivo. Afinal, dá a sensação de que o mundo é criativo, menos você.
Para sair dessa, é só se fixar no pensamento e convicção de que tem de se PRODUZIR para ser criativo. Só olhar não vai fazer seu trabalho se desenvolver.

10) Exercícios de criatividade
Existem inúmeros exercícios, simples até, para tornar seu cérebro um atleta em criatividade. Colocarei alguns posteriormente, mas basicamente são exercícios que trabalham com a escrita também. Servem também para exercitar a parte artística também.
Existe o princípio que quanto mais se exercita, mais ideias e inspirações virão. Sejam elas simples, ou até mais elaboradas e de uma beleza poética irresistível.

11) Outras formas de arte
Se é escritor, é primordial sair um pouco desse meio literário. Afinal, quando se trata de um artista de palavras, ele necessariamente tem de transpor sua obra em letras. Mas o que seria de outros sentidos de percepção se não soubesse utilizá-los para seu trabalho.
Não raro, escritores praticam outros tipos de artes para complementar sua habilidade artística principal. Pintura, ilustração, fotografia, música, e demais artes reforçam e reciclam a verve artística.
Buscam outros sentidos para sua arte é como reabastecer o poço criativo que há em cada um.
De tempos em tempos, ele baixa em quantidade, rareando ideias ou inspirações.
Mas o poço da criatividade tem de ser abastecido por inspirações diferentes. Isto é devido para que a qualidade do trabalho se recicle, livrando-se de ideias velhas e pouco interessantes a novos apreciadores.

12) Tenha um hobbie
Fazer palavras cruzadas, leitura, trabalhos manuais e quase uma infinidade de atividades que dão um “refresco” e desestressam da responsabilidade de se criar uma obra.
Lembro que Nabokov gostava de colecionar borboletas. São comuns as fotos com ele com sua rede de caçar borboletas. E meio que se tornou uma marca de seu trabalho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s