Quando crescer, que tipo de escritor você quer ser?

writing1Segundo o pensador alemão Schoppenhauer, existem 3 tipos de escritores:

1) Escrevem sem pensar/planejar
2) Escrevem enquanto pensam
3) Os que pensam antes de escrever

Comentando cada caso:
1) Escrevendo se valendo de memórias de livros já lidos ou que leram apenas trechos. Há casos de pessoas que leram tão pouco e já logo querem se meter a escrever. É um erro pois escrever exige um certo preparo, tanto em conhecimento da língua portuguesa com suas regras.
A escrita não é simplesmente sentar e despejar letras e palavras em uma coesão aparente.
Exige outro tipo de desenvolvimento que poucos se preocupam em seguir ou manter que é a estruturação de uma história. Dentre a estruturação, tem seus importantes componentes que devem ser trabalhados, como começo, meio e fim.
É comum nesse tipo de escritor não saber como começar, nem desenvolver a história e muito menos como realizar o desfecho da história toda. Erra-se pelo fato que somente ter a ideia já basta para se começar a história.
Ledo engano pois a história deve ter sua estrutura definida, para que justamente quando houver problemas em seu desenvolvimento, não acabar em becos sem saídas ou mesmo bloqueios.
2) Geralmente, quando surge a ideia e logo o escrevem, planejam enquanto desenvolvem a história. É o tipo de escritor que está à mercê de sérios riscos de não terminar sua história. Percebem que a história se complica, em tal desenvolvimento em que não se permite mudanças, caindo em becos sem saída ou que não há desfechos satisfatórios para que torne a historia algo plausível ou mesmo, interessante. Eles próprios construíram suas armadilhas e caem nelas, sem perspectiva de escapatória e resultando uma história ruim.
3) Para aquele que planeja antes de escrever, este é o tipo que tem a probabilidade maior de ter uma história finalizada. Sabendo antecipadamente, há como saber se há coerência e desenvolvimento de história que seja interessante. Além disso, com planejamento, há como inserir até mais de um nível de linha de história. Ou seja, mais uma trama a mais correndo em paralelo com a principal.
Outro ponto positivo em ser esse tipo de escritor é não correr o risco de escrever uma história que já existe. Além disso, não corre o risco de desperdiçar tempo para escrever.
Tempo para algumas pessoas é algo precioso, sem ter o luxo de ser desperdiçado.
Muitos não se dão conta que o tempo é algo que não pode ser perdido.
Idealiza-se em quantidade de texto a ser escrito, dando a impressão que o volume de texto trará uma intelectualidade e imponência na escrita. Erra-se neste fato pois diverge no primeiro conceito da escrita, que é contar uma história.

Anúncios

2 thoughts on “Quando crescer, que tipo de escritor você quer ser?

  1. Adorei esse texto. Realmente uma das coisas que mais ajuda uma história é o planejamento. Quando leio um livro bem escrito, em que todas as pontas estão bem costuradas e o final consegue responder todos os questionamentos levantados eu gosto muito. Quero ser escritora, um dia, mas ainda não achei a ‘minha história’ nem meu estilo. Criei o blog pra poder treinar um pouco disso e conseguir nascer como escritora… ainda estou trilhando meu caminho, mas espero conseguir, com planejamento e dedicação, escrever algo memorável um dia desses!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s