Ser ou não ser brasileiro?

ser-ou-não-brasileiro_polaroidA decisão de se nomear sua história, livro e até nome artístico, para um que soe ou que seja estrangeiro. Não é fácil pois demanda uma série de fatores a se pesar.
A partir do momento que se escreve, pensa-se em todos os detalhes, mas quando se pensa em nomes, esbarra-se nessa questão.
É uma questão importante pois a partir do que for decidido, sua história pode ter uma “aura” diferente aos olhos dos leitores. Há inúmeros casos que autores brasileiros que colocam nomes estrangeiros intencionalmente para que não se associe ao Brasil. Inclusive chega-se ao ponto de que ambienta-se suas histórias em uma cidade no exterior para que em nada lembre daqui.
A base dessa lógica da nomeação em língua estrangeira ou que nada lembre de que se é do Brasil, é devido aos seguintes aspectos:
1) Existe um preconceito com relação a nomes brasileiros, sim. E muita. Existe tanto em leitores, assim como em autores. Quanto a leitores é explicado ao fato de que já foram conquistados e cabeças feitas pela literatura importada pelos outros países. Não que seja um pecado consumir livros de histórias lá de fora, e sim a partir desse gosto “cultivado”, rejeitar a literatura nacional. Ouve-se histórias de leitores rejeitarem livros ambientados no Brasil pois acham que é “queima filme” ou que erroneamente acham que é uma literatura ruim.
2) Preconceito em achar que livros escritos em nossa língua, com nomes e ambientados aqui, sejam ruins. O que pode ser considerado ruim é a mal escrita. Quando uma história é mal feita, será ruim em qualquer língua.
3) Falta de identificação ou rejeição pelo Brasil por ter algum aspecto psicológico e insatisfação pessoal bem arraigado. Por esses problemas, apela-se para se ambientar pelo mundo de fora, por achar que escapará de suas mágoas com relação ao Brasil. OU seja, acreditam que aqui nada presta por passar por dificuldades e acreditam que o mundo lá fora a grama é mais verde.
4) Acham que associando um nome estrangeiro é a garantia de maior sucesso lá fora e aqui também. Nada pode garantir um sucesso maior. Pode-se ter maior visibilidade sim ,as um fator que não se considera é que, a partir do momento em que se propõe a concorrer com o povo lá de fora, se o seu trabalho não tiver aspectos interessantes que o diferenciem dos demais, vai ser mais um no mar de publicações lá fora.
Portanto, não se baseie no pressuposto e no preconceito para se optar em nomear suas histórias ou nome artístico. Ainda surgirão fatores que mudarão esse panorama da visão sobre o temos sobre o Brasil. Quem sabe, ter ligações citadas em suas histórias deixarão de ser uma vergonha e sim o diferencial que valorizará seu trabalho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s