Divulgação nas redes sociais, um desafio para o escritor

pilha de papeisRecentemente fiz algumas experimentações de literatura de autores nacionais.
Gostei da qualidade da escrita dos textos e no geral, têm me dado uma visão melhor do que é o autor de livros no Brasil. E autores que as grandes editoras simplesmente ignoram e condenados a “camelar” por divulgação por parte de suas editoras em que publicaram.
A tarefa de divulgação é algo desgastante, árdua mesmo. Só você sabe o quanto seu trabalho vale para si. Investir em uma obra não é só uma questão de pagar aquela nota promissória que te empurram na hora do contrato.
É uma questão do quanto de energia, neurônios, teclas e dedos gastos. E sobretudo o carinho e atenção que você poderia muito bem estar gastando em outra coisa. A dedicação faz-nos usar uma energia e tempo de vida que infelizmente o tempo não traz de volta. Portanto, você sabe o quanto seu trabalho vale.
Depois de todo o processo de publicação, vem a da divulgação.
O que já vi autores perdidos “camelando” para divulgar seus trabalhos, que é algo chega ser excruciante. Vi trabalhos impressos de modo que jamais conseguiriam vender, sem qualidade gráfica mesmo. Tenho um amigo que é a prova disso. Seu livro, uma novela muito bem escrita, foi publicada com uma capa medonha e com um acabamento gráfico porco. tanto, quando fiz a resenha de seu livro, enfatizei que ele era a prova de não se julgar um livro pela capa. Mas é algo que nem todos os leitores vão considerar.
Mesmo dentro do processo de divulgação, a quem não pertence a nenhum meio ou grupo social, está mais perdido ainda.
Não gosto do conceito das “panelinhas”, pois na maioria das vezes dá uma visão enganosa do que é a qualidade editorial e de escrita dos trabalhos. A lógica de um amigo é elogiar o outro amigo.
Apesar de quando li o livro de meu amigo, não éramos tão próximos assim. Foi por causa do livro é que ficamos mais próximos.
E dependendo do tipo de literatura em que seu trabalho versa, o grupo social que deve adentrar é pior ainda.
Alguns grupos sociais de certos gêneros literários possuem discriminação mesmo. Se você não leu o que é o básico para ser aceito, você é um nada, um comum. E se você se “atreveu” a escrever no gênero que eles apreciam, você é condenado ao limbo.
Apesar das redes sociais serem o que é nome sugere, a história real é diferente aos olhos e teclas de quem tenta sobreviver a divulgar o trabalho de sua vida.

 

Anúncios

3 thoughts on “Divulgação nas redes sociais, um desafio para o escritor

  1. Hoje eu estava pensando sobre isso. Pela questão de reputação, de ter uma história sólida. Se eu tivesse mantido minhas primeiras contas: Twitter, Blogger, Fan Page, URL, e me engaja-se um pouquinho por dia, eu teria uma relação muito maior com toda a sorte de gente. Isso desde 2009 para cá.

    Um pouquinho de cada coisa daria umas 2190 de cada coisinha. Às vezes me sinto assim, perdido e esta perdição é meu maior sentimento de derrota, o que mais me atrapalha por alimentar a inconstância.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s