Sinais que colocam em dúvida se sua escrita é boa ou não

duvidas1) Quem opina é sua família (incluso mãe, pai, tio, tia madrinha, etc.) e a fala unânime é: “você escreve bem”. E só.
2) Quando você pede para seus amigos lerem, cada um sai por todas as tangentes possíveis, dizendo “Ah, eu preciso estudar”. ou “Não tenho tempo pra isso”. “Preciso torcer pro Curintcha”. E uma infinidade de desculpas.
3) Quando consegue miraculosamente ter amigos que também escrevem, escuta: “Não é a linha editorial que aprecio”. Até esnobada de amigo escritor soa mais bonito…
4) Depois que você publica em uma rede social de escritores, um amigo (que é escritor, mas de linha literária diferente), só comenta dos erros que há em seu texto. Sinta-se privilegiado pois já é um milagre receber um comentário pois normalmente seus amigos não leem.
5) Depois de ter árdua tarefa de adular um amigo escritor e pedir para que ele leia, ouvir que sua linha é “coloquial e urbano demais” pro gosto dele. E quando outro amigo, de estilo literário diferente do seu, ouvir que é “rebuscado demais” pro gosto dele.
6) Quando você participa de um fórum ou grupo de discussão, depois que você escrever sua opinião sobre a questão do debate, sua opinião ser a única não receber um curtir. Ou vir a próxima pessoa escrever algo tão lindo ou impactante no conceito da ideia, que faz tua opimião parecer um comentário de um desletrado.
7) “Não leio romance policial”.
8) “Não leio fantasia. É coisa de criança”.
9) “Não posso ler pois estou escrevendo para participar de um concurso literário”. Essa eu respeito pois o cara tem que trabalhar.
10) “Não leio contos”.
11) “Não leio literatura feminina”.
12) “Eu já li isso em algum lugar”.
13) “Tem vampiros?”. Se sua resposta for não, você escuta: “Ah, não leio nada que não tenha vampiros”.
14) Ou se tem vampiros, escuta: “não leio modinha”.
15) Quando finalmente você acha seu amigo escritor, e você comenta sobre ler seu texto, ele dá uma bronca dizendo “para respeitar o momento de lazer dele e que não fala de trabalho enquanto está ali”.
16) Quando você pede para que leia, ele pede para que passe antes pelo revisor.
17) Quando percebe que seus amigos escrevem melhor que você e só você não se deu conta que é o menos favorecido na escrita.
18) Que você está cercado de amigos que são escritores profissionais. E que passaram pelos mesmos erros que você e que teriam de explicar desde os fundamentos da história da escrita até chegar o ponto da situação de sua escrita. Ou seja, muita coisa a explicar.
19) Antes de seu amigo escritor ler (finalmente) seu texto, te perguntar há quanto tempo você escreve.
20) Depois que você publica seu texto, ver um post de um escritório de revisão e coaching literário, te usar como exemplo que se tivessem utilizado os serviços deles, que não passariam “vergonha” em tal concurso ou postagem.

Isso é uma parte do que escutei pelo caminho.
Não sei quanto aos que são profissionais atualmente, realmente não sei o que cada um passou, mas não custa lembrar que um dia também foram amadores.
Não é uma lista de amargura ou ódio.
Pelo contrário.
É uma lista para que se recordar ao longo do caminho em ser escritor, para que não se cometa os mesmos erros ou diga comentários que magoem os iniciantes.
Este tipo de texto serve também para lembrar, antes de tudo, que é compreensível que escritores profissionais cometam tais erros pois são humanos também. Sofrem, têm entraves e dificuldades na vida, que nós da mesma classe animal não imaginamos.
Não vou dizer que depois de redigir esta lista, afirmar que “desta água” não beberei”. Mas se cometer os mesmo erros citados acima, que me perdoem os erros desta aprendiz.
É minha gente. O caminho para se tornar escritor profissional não é fácil.

Anúncios

2 thoughts on “Sinais que colocam em dúvida se sua escrita é boa ou não

  1. Olá! Adorei essa postagem. Ser escritor, de fato, parece ser algo que não é nada fácil. Eu tenho uma insegurança muito grande em relação a escrita. Alguns elogiam, outros dizem no que tenho q melhorar, alguns amigos nem comentam. Sou estudante de letras e quero escrever um livro, dois, três… prefiro as pessoas que fazem crítica mas prefiro aqueles que sabem fazer críticas nos mostrando de maneira leve que vc precisa melhorar. Isso é fortalecedor. Sua postagem merece ser lida por muita gente.
    Parabéns.

    Um Beijo,
    Diego França.

    Blog Vida e Letras
    #Resenha de ENCONTROS NO PARQUE, Hilary Boyd – http://blogvidaeletras.blogspot.com

  2. Quando alguém escreve, assume múltiplas personalidades e imagina incontáveis situações ao percorrer lugares incríveis para dar vazão às ilações que assumem na mente aspectos variados. Um mundo só seu em que dita as regras que achar convenientes, sem se importar nem um pouco que sejam ou não coerentes. Apenas deixa que fluam, lhe dominem a mente e se reproduzam continuamente. E a cada situação imaginada se esbalda com as histórias criadas pela imaginação, e no tempo que perdura esse momento mágico, que desafia a própria sanidade, esquece por completo qualquer atribulação, enquanto dá formas as mais bizarras situações. E isso não tem dia ou hora para acontecer, pois a inspiração faz-se presente sempre que for necessário, bastando que dê asas ao seu imaginário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s