Damas Turcas, de Carlos Castelo – Resenha de livro

Damas-Turcas160 págs.
Editora Global

Um romance policial atípico, mais para um livro de crônicas.
Um investigador nipo-brasileiro depara com uma cena criminal chocante: um DJ negro é encontrado morto, e com palavras misteriosas escritas na parede com seu próprio sangue. A partir deste crime, uam série de crimes relacionados, revelam crimes de caráter racial, onde um vendedor alemão, uma cantora nordestina lésbica e um blogueiro judeu, fazem parte desta trama.
O investigador recebe a ajuda de um amigo, publicitário aposentado, envolvido com problemas pessoais, mas que usa de sua genialidade para auxiliar na investigação.
O interessante foi a caracterização típica de quem mora em São Paulo, capital. Tanto em retratar lugares e situações, como a passagem pela rua Teodoro Sampaio e Galeria do Rock, bem típicas de São Paulo. Assim como tipos como o amigo italiano, desbocado e alegre.
Foi uma leitura despretensiosa, se tirar a pretensão de romance policial típica, tornou-se no mínimo divertida.
Boa leitura descompromissada e para um feriadão relaxante.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s