O Orfanato da Srta. Pelegrine para Crianças Pelegrine, de Ramson Riggs – Resenha de Livro

Orfanto-da-senhora-PelegrineEditora Leya
336 páginas

Poderia ser um romance qualquer da rotina de um jovem estadunidense rico chamado Jacob, que se mostra com uma personalidade um pouco diferente do usual. Até então, com a personalidade considerada excêntrica, depois de um evento traumático, torna-o mais estranho ainda.
A ligação parental com seu avô beira uma simbiose terna que mostra que ambos possuem muito em comum. Seu avô mostra sua coleção de fotos bizarras e que pertenciam a seu passado, que não gostava de falar muito. Dizia que pertencia um tempo em que as lutas e o passar do tempo não traria de volta.
As histórias ditas pelo idoso confundem o jovem, questionando o quão incomum eram as lembranças que seu avô transmitia a ele. Este presencia a aparente psicose de seu avô ao procurar uma arma. Preocupado com seu estado, Jacob vai atrás para averiguar se ele estava bem. Nisso, presencia algo a mais em um ataque que vitima o idoso, que leva o personagem questionar tudo que sabia sobre o que seu avô dissera todo o tempo.
Depois de ser tratado e quase internado em um asilo, Jacob consegue convencer seus pais a irem atrás do passado do avô. Mal sabia ele que toparia com a mais notável verdade escondida nas fotografias de seu avô, da época em que vivera em um orfanato em uma ilha distante.
A linguagem utilizada é fluida e sem grandes floreios, tornando a leitura agradável. As estranhas fotos que ilustram as páginas complementam a aura de estranheza e mistério, conduzindo a uma trama sem grandes rodeios. Os personagens são bem construídos e atrativos, seguindo a temática de aura mágica de um grande romance juvenil.
Há quem diga que lembre um X-men com Harry Potter. Inevitável dizer até que tem um certo jeito de Neil Gaiman devido aos personagens estranhos e história de fantasia de tino diferente.
É natural a comparação a obras e autores já existentes devido a necessidade de se ter parâmetros do que é conhecido, para se orientar em experimentar algo novo. Rotular dessa modo chega a ser injusta pois é uma obra peculiar e tom próprio, onde o autor tem sua maneira de contar histórias e que merecerá um lugarzinho ao sol dos campos de leitura de muitos leitores.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s