O Castelo das Águias, de Ana Lúcia Merege – resenha de livro

O Castelo das Águias castelo-das-aguias_ana-lucia-merege
Ana Lúcia Merege
Editora Draco
192 págs.

Primeiro livro da série de fantasia da autora Ana Lúcia Merege, versa em um universo fantásticolocalizado nas Terras Férteis de Athelgard, região habitada por homens e elfos, em uma coexistência aparentemente pacífica. A trama desenrola na Escola de Magia local, onde os ensinamentos de encantamentos e rituais ligados a Magia.
A jovem Ana de Bryke, aporta na Escola para se tornar a nova Mestra de Sagas do Castelo. Para tornar-se um membro ativo, ela submete-se ao treinamento da Magia da Forma e Pensamento. Em sua estada na escola conhece Mestre Camdell, Urien, o professor de Música; Lara, maga frágil e enigmática, e Kieran de Scyllix, o guardião das águias, austero e opositor de Ana.
Os aprendizes são treinados para fazer o elo de ligação místico com as Águias do Castelo.
A personagem, em sua estada na Escola, envolve-se com Kieran, em uma profusão de sentimentos que a deixará em cheque com relação a seus sentimentos pessoais e com as ligações políticas com o Conselho de Guerra das Terras Férteis, que desejam utilizar as Águias para uso de batalha, o que Ana repudia. Ela acaba descobrindo uma rede conspiratória que abalará sua vida e o destino das Águias, que tanto quer proteger.
A leitura do romance é leve e denota-se que a autora possui uma experiência em narrativa e descrição geral, demostrando que pesquisou detalhamentos folclóricos e culturais de outras civilizações para embasar alguns fundamentos de sua história.
Apesar de carregar um certo ingenuismo em sua trama e diálogos, é algo que classifica-a como uma boa leitura recomendada àqueles que estão cansados ao mesmismo de guerra e violência de histórias de fantasias modernas.

Anúncios

2 thoughts on “O Castelo das Águias, de Ana Lúcia Merege – resenha de livro

  1. Ei, obrigada pela apreciação da obra! Espero que leia os próximos livros da saga. Acho que corrigi alguns erros do primeiro, em especial uma certa superficialidade em alguns pontos (mas lembre-se de que a personagem que narra é uma quase adolescente, bastante ingênua. O segundo livro é narrado pelo Kieran, e é bem diferente!).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s